segunda-feira, setembro 13, 2004

mulheres judias proibidas de rezar diante do Muro junto com os homens...Matriarchismo - Patriarchismo - Ma-chismo cristão

by Nacnud Senrab of Kampala, Uganda.(***)

Na época pré-Romano nas ilhas britannicos as tradições celtas consideravam as mulheres como de status iguais aos homens, tantos na religão druidica como na liderança dos tribos, onde existiram mulheres druidas e rainhas. As posições altas nas sociedades celtas eram alcançadas por mérito, e mulheres e homens tinham chances iguais de chegar nos mais altos posições.

Uma das mais famosas rainhas britannicas, a Boudicea do tribo Iceni, resistiu a invasão dos romanos por anos, sendo uma grande guerreira e líder de seu povo, até ela foi finalmente vencida em 61 DC por o governador romano, Suetonius, e seu povo brutalmente masacrado depois da batalha.

Foi quando o império romano governou a Britannia que o cristianismo entrou(*) (cerca 545 DC). Foi o igreja cristão durante a dominação romana que introduziu o idéa que as mulheres não são iguais.

Parece que o primeiro igreja, a Igreja de Jerusalém, liderado pelo Thiago, o irmão de Jesus, discordou com o Pedro e o Paulo, que eram quem pregaram a Idea que as mulheres não poderiam ter posições importantes na igreja. Para Thiago a Maria Madelena era não só o primeiro e o mais fiel discípulo de Jesus, mas sua esposa. (Segundo o evangelo gnostico do Felipe). Mas tarde, durante o época medieval, a igreja católica, que "venceu" e colocou todas as outras linhas cristãos como heréticas, condenou qualquer mulher que tinha algum dom, como um jeito de cura, sabia ler, mística, astróloga, etc, com a rotula de "estranha" e condenava-a como "bruxa". Estimativas dizem que talvés em torno de 3 MILHÕES de mulheres foram executadas como bruxas nas mil anos até meados de século XVI!

Com o controle pelo igreja de informação escrito, e o aval do papa dominando o "direito divino das reis" (**), o igreja católica CONTROLOU o Europa. O metade de povo era submetido ao opressão por serem mulheres, assim diminuindo pelo metade o trabalho de governar. Henrique VIII de Inglaterra era um dos primeiros reis a conseguir se desligar deste poder da igreja, que foi diminuindo na medida que a ciência e technologia começou minar, através de novas idéias, sua influência. Viva a Renascênça que seguiu!

(*) que deu origem o mito de rei Artur, que era provavelmente um líder de um dos tribos britânicos resistindo o invasão viking depois de abandono das ilhas pelos Romanos, cujo império estava caindo (cerca 545 DC). O mito fala do conflito entre o velho druidismo (Merlin) e o novo cristianismo (Artur e seus "cavalheiros").

(**) Este "direito divino" originalmente era o direito herdado pela linha dinástica merovingiano dos reis europeas pós-romanos que era da linha do sangue do rei David (e de Jesus), e supostamente se instalaram na França depois de fugir de Palestina depois de destrução do Templo de Jerusalém. Mais tarde a linha foi tomado pelo "administrador do palacio" Pepino o Gordo, que mandou assassinar em 872 o rei Dagoberto II, o ultimo da linha merovingiano. A linha de Pepino seguiu cujos membros se esposaram com as princesas merovingianas para manter legitimidade "divino", fato posteriormente ocultado pelo igreja, assim enterrando a verdadeira linha "divino" do Cristo na conscienca do povo.

(***) Codinome de nosso já codinominado Brosicanbar. Brillant argumentation, Excellent issue! (N. do E)